1º Águeda Enduro Classic


Estão abertas as inscrições para o 1º Enduro Clássico de Águeda.

                                Informações:  1001motorclube@gmail.com

                                ou: https://www.facebook.com/#!/events/292932640761945/

O blog da FAMEL

Bem vindo ao Blog da FAMEL.
Um dia, quando me apercebi do que em tempos significou a FAMEL para as duas rodas em Portugal e, a importância que teve para milhares, senão milhões de pessoas um pouco por todo o lado, resolvi criar um espaço onde pudesse partilhar e perpetuar toda a informação possível, sobre a marca de Águeda.
Confesso que no momento, não tive consciência da verdadeira grandeza do que estava a construir.
Tenho ajudado a manter vivo o "bichinho Famel", bem como outras marcas, que à época concorriam no disputado mercado e hoje, não passam de sobreviventes de décadas recheadas de história.
Recordo alguns de vós, que sei dedicarem muito do vosso tempo, dinheiro e paciência ao restauro, na maior parte das vezes, com o pormenor mais apurado que o original!
No final as obras de arte são partilhas, para admiração de todos!
São estímulos, cada vez mais seguidos por outros, que até então nem se identificavam com as coisas da mecânica.
De Norte a Sul, do Continente ás Ilhas e da Europa aos Estados Unidos surgem e-mails com felicitações, pedidos de opinião, de ajuda, de peças…
É isto que me faz continuar com este projecto.
Em nome da FAMEL, um muito obrigado!

Divulguem o nosso Blog e enviem o que têm, o que o vizinho tiver ou, o que o amigo do amigo possa ter.


(Se alguém enviou algo que eu não publiquei, por favor diga!)

Um abraço,
Ricardo Moreira

A FAMEL





Vários simbolos usados pela FAMEL


Fds, a mota é linda …
Esta foi uma frase emblemática da indústria das duas rodas em Portugal, num passado ainda muito recente.

A FAMEL foi das maiores empresas de motorizadas em Portugal.
Produziu o que de melhor havia no sector das duas rodas e durante as décadas de 60, 70 e 80 ditou regras e bateu top's de vendas.
As suas instalações ainda permanecem de pé na Estrada Nacional 1 na entrada de Mourisca do Vouga, para quem segue de Águeda. É angustiante o estado de degradação, lembrando mesmo os cenários de guerra que por vezes passam na televisão...
No inicio dos anos 90 e após a entrada de Portugal na UE, e com a forte concorrência internacional e a falta de capacidade dos seus gestores para se adaptarem ás investidas dos Nipónicos, Italianos e até Espanhóis, fomentou-se na empresa uma crise nunca antes sentida. Como se tal não bastasse, a Zundapp também teve fortes problemas económicos que ditaram praticamente o seu fim e que, assim deixaram a FAMEL sem propulsores.
Não existia em Portugal além da Casal que também enfrentava sérios problemas mais nenhum fabricante de motores. E também não houve habilidade nem garantias (penso eu…) para os procurar além fronteiras.
Nos inícios dos anos 90 e com a forte quebra nas vendas a FAMEL começou lentamente a despedir os seus colaboradores.
A ajudar esteve também o Estado Português, que complicou a obtenção das licenças de condução para 50 cm3 e incentivou a Carta de condução de modelos com motor de 125 cm3. Foi a machadada final nas 50’s Portuguesas.

Em 2002 e depois de muitos processos em tribunal, a empresa acabou por declarar falência.
Da FAMEL dependeram milhares de pessoas directa ou indirectamente, sendo por isso uma forte referência na história industrial desta região.
Resta o edifício degradado com poucos vidros ainda intactos e com promessas constantes de investimentos.
A ver vamos o que o futuro nos reserva.





Uma capa e contra-capa de um catálogo FAMEL dos anos 80.













O que resta do edificio FAMEL

Restauro Famel Z3 - Tiago Trindade


A Famel Z3 do Tiago Trindade está bem original!
Um daqueles restauros em que ficamos na dúvida, se está nova ou se está como nova!!
(Peço desculpa ao Tiago e a todos os que me enviam imagens e eu não coloco no blog!)

Famel Carriça - Élio Duarte

Apresento-vos uma Famel Carriça.
A antecessora da Z3 encanta pela sua elegância. Formas muito harmoniosas e cores bem escolhidas, a combinar com uns autocolantes coloridos, marcam este modelo já bastante raro.
As imagens que apresento, são um bom prenúncio do que será mais um excelente restauro.
Foi adquirida há mais de 30 anos pelo actual proprietário e acabou por andar muito pouco. Hoje, o Élio Duarte resolveu "herdar" a motorizada do sogro e lançar mãos á obra.
Ficamos todos ansiosos por ver o que sairá daqui.



Os autocolantes Famel eram realmente bonitos!


Usar lubrificante SACOR, SAE 40


Poucos Kilómetros


O motor DKW, um pouco sujo...


Restauro Famel Periquito - Paulo Spinola

Uma pérola dentro de outra!
Da ilha da Madeira surge esta Famel Periquito.
Amarelinha como um canário, repleta de extras da época, esta Famel encanta pela cor e pelo detalhe.
Adquirida em 1972 e parada cerca de 30 anos devido a um acidente, esta Periquito renasceu pela vontade do Paulo Spinola.
Mais um bom trabalho deste Madeirense!

FAMEL Pro Family

Não conhecia esta FAMEL Pro Family.
Na verdade, parece tratar-se de uma FAMEL Z3 carenada e com algumas diferenças em relação ao modelo que conhecemos. Diferenças essas que, além de embelezarem todo o conjunto, ainda conferiam a esta motorizada um modernismo notável.
Esta motorizada é nova, foi construída no inicio deste século e encontra-se na Arraiol Bike, em Arraiolos.







Uma prendinha muito FAMEL

Visitem este BLOG e disfrutem!
Valerá a pena...

http://www.botasman.blogspot.com/

Obrigado a alguém...

Restauro Famel Z3 - Rui David Figueiredo

Tem pormenores interessantes esta FAMEL Z3 do Rui David Figueiredo.
É de 1988, tem o quadro nº 19111 e foi adquirida em 1998 pelo David quando este tinha 16 anos.
Após 2 anos de uso, encostou-a.
10 anos depois, resolveu restaurá-la e partilhar o bom trabalho realizado com os seguidores deste blog.
Pessoalmente não gosto de alguns elementos pintados a branco.










A fábrica. Um cadáver que jaz de pé...

Passei pela fábrica.
Parei, olhei, olhei e…




Que estava morta eu já sabia. Só não tinha ainda reparado como se tem decomposto lentamente…


Um defunto que estranhamente se mantém de pé, na valeta da EN1, onde todos passam, têm pena e até poderão, quem sabe, verter uma lágrima.



Podemos ver como é triste o fim de um pobre cadáver…

Restauro Famel Xf17 - Paulo Spinola






O Paulo Spinola, Madeirense a residir no continente, tem uma grande paixão por clássicos de duas rodas nacionais.
Tal como muitos que por aqui passam, não conseguiu resistir aos encantos de uma FAMEL Xf17.
Adquiriu uma e pôs mãos à obra. É mais um dos grandes restauros que tenho o prazer de postar neste nosso blog.
Um bom exemplo a seguir!